Strassberg

O reencontro de Olga com sua Alemanha

Publicado por em 30/05/2014

Existem coisas que nunca saem do nosso coração. Olga deixou a Alemanha, em 1927, com a promessa de vida boa nas terras tupiniquins. Três anos depois, na recém explorada Londrina, a jovem encontrou aquele que seria seu amor e companheiro por toda a vida, Carlos João Strass. Entre as dificuldades de viver no Brasil rural dos anos 20, os jovens alemães firmaram o primeiro casamento da cidade e juntos escreveram uma história que se mesclaria a de todos os londrinenses. O coração de Olga estava novamente em paz, mas a Alemanha nunca deixaria suas memórias.

Em 1989, um dos filhos do casal, Jorge, e sua esposa, Jandira, viram em uma casinha na beira da estrada, a oportunidade de um novo negócio e retorno às raízes da tão amada terra natal.

Dos sabores e lembranças que povoaram sua infância, nascia o restaurante Strassberg, que em alemão significa “Montanha dos Strass”, também conhecido como Tortas Alemãs.

strassberg-tortas-alemas-londrina-02

O espaço lembra as tradições das casas da Baviera, com um clima acolhedor e familiar. Se você chegar no domingo, provavelmente vai encontrar a casa lotada, portanto o ideal é evitar o horário de pico, das 12h às 13h.

strassberg-tortas-alemas-londrina-20strassberg-tortas-alemas-londrina-08

De lá sai um cheirinho que emociona! Durante anos, era a própria Olga quem fazia os quitutes, ensinados com muito esmero aos funcionários.

strassberg-tortas-alemas-londrina-07

No cardápio, tortas preparadas com uvas e amoras cultivadas por Jorge, e pratos da culinária germânica, como o famoso Eisbein (R$55 inteira), ou Joelho de Porco.

strassberg-tortas-alemas-londrina-19

O prato pode ser frito ou cozido, e acompanha batata cozida, chucrute, arroz e salsicha. Adivinhe qual sai mais, o cozido ou o frito? Heheheh. Fritura é vida!

strassberg-tortas-alemas-londrina-17

A carne estava maravilhosa, sem aquele gosto e cheiro forte, e despedaçava facilmente do osso. O chucrute também estava divino. Comemos com a mostarda caseira, que só de lembrar, já me deixa salivando.

strassberg-tortas-alemas-londrina-13

Ops, esqueci das entradinhas. Pão caseiro feito ali mesmo, com molho de ervas finas.

strassberg-tortas-alemas-londrina-26

O cardápio alemão é perfeito para os amantes da comfort food. Para acompanhar o Eisbein, pedimos o Pirog (R$32), pasteizinhos de ricota dourados no bacon, com molho de creme de leite. Lindo.

strassberg-tortas-alemas-londrina-15

Quem curte os pratos mais tradicionais não vai se decepcionar. A casa conta com o Filé Mignon com fritas (R$38), acompanhado de arroz e molho à moda da casa. A carne estava lindamente temperada.

strassberg-tortas-alemas-londrina-18

Para molhar o bico, não deixe de provar o suco de Framboesa (R$5,50). Raras vezes você irá sentir tão puramente o sabor da fruta.

strassberg-tortas-alemas-londrina-23

Também tem cervejas especiais, como a Eisenbahn Kölsh (R$12), dourada, de alta fermentação, e produzida com quatro tipos de malte, inclusive o de trigo.

strassberg-tortas-alemas-londrina-22

Estes dois pratos foram suficiente para matar a fome de cinco pessoas e deixar um espacinho para provar as sobremesas. O Rote Grütze (R$12) leva sorvete ou creme de leite com uma calda de frutas vermelhas.

strassberg-tortas-alemas-londrina-09

A mais pop das sobremesas alemãs, o Apfelstrudel, leva o nome de Strassberger (R$12) e vem quentinha, com sorvete de baunilha.

strassberg-tortas-alemas-londrina-10

Por fim, outra obra de arte que merece ser provada é o Schokoladetorte (R$12), uma torta trufada quente, com sorvete de baunilha.

strassberg-tortas-alemas-londrina-11

Tem também as tortas, bolachinhas e outros quitutes que podem ser compradas para comer ali mesmo ou então levar.

strassberg-tortas-alemas-londrina-06

Depois do banquete, aproveite para se esticar pelos arredores do restaurante.

strassberg-tortas-alemas-londrina-05strassberg-tortas-alemas-londrina-04strassberg-tortas-alemas-londrina-03strassberg-tortas-alemas-londrina-01

Tanto carinho e anos de tradição da família Strass merecem ser desfrutados vagarosamente e sem moderação.

Strassberg – Tortas Alemãs

Quanto?

  • EM MÉDIA R$30
  • EM MÉDIA R$50

O que?

  • ALMOÇO
  • CAFÉS, DOCES E SALGADOS
  • JANTAR
  • LANCHES
  • VEGETARIANA

Adicionais

  • A LA CARTE
  • ACEITA CARTÕES
  • ESPAÇO KIDS
  • ESPAÇO PARA EVENTOS
  • ESTACIONAMENTO
  • OPÇÃO VEGANA
  • WI-FI

Rod. Celso Garcia Cid, Km 401

Aberto de segunda a sexta, das 7h30 às 20h; sábado, das 8h às 20; e domingo, das 9h às 20h.

12 Comentários para “Strassberg”

  1. Vinicius Martins

    Realmente, ótimo lugar muito boa comida, sobremesa tudo ótimo. Sem contar a "lojinha" que eles tem no Heimital que vende o joelho de porco, as famosas salsichas e outros itens da culinária alemã para ser feito em casa também muito bom!

    Responder
  2. realmente lugar agradavel e referencia em comida germanica na regiao, gosto mto de lá, só é pena q as brombeere (as amoras da montanha – berg- ) nao sejam mais utilizadas nos doces como antigamente

    Responder
  3. Tatiana, linda a matéria! Adorei ler nossa história da maneira que voce contou!!! Muito obrigada.
    Vinicius, a loninha não é nossa. É de um primo nosso, também neto da Olga. Os produtos deles são muito bons mesmo! Nosso joelho, salsichas, linguicas, kassler sao todos de lá.

    Responder
    • baixagastronomialdna@gmail.com

      Oi, Ingrid!! Fico muito muito feliz que vocês tenham gostado. Sempre adorei o restaurante e, quando fui pesquisar um pouquinho mais da história pra escrever o post, fiquei ainda mais encantada. Vida Longa ao Strassberg :)))
      Abraço!
      Tatiana

      Responder
  4. todos falam deste lugar, sempre falo que vou, mas fica só no papo. passa cartão lá? Desta vez irei e é pra valer!!

    Responder
    • baixagastronomialdna@gmail.com

      Passa sim, Lucas! Vá pra valer mesmo, seja para o almoço ou café da tarde, você vai amar! Conta pra gente depois o que achou, adoramos seus comentários :))

      Responder
  5. Ameiii o post! Vocês arrasam demais. Meu lugar preferido em Londrina, recomendo ir almoçar e ficar até o fim da tarde, esticar a conversa e ver o por do sol é incrível!! Dica de ouro: O croissant deles é divino, feito com frios produzidos pela própria casa! =)

    Responder
    • baixagastronomialdna@gmail.com

      Obrigada, Paula :)) Ficamos felizes que você tenha gostado do post! Fiquei morrendo de vontade de comer o croissant… com um cappuccino nesse friozinho… hmmmmmmmmm <3 precisamos voltar! (e apreciar o pôr do sol)!
      Abraço!

      Responder
  6. Dálgima Paloco

    Lá é maravilhoso e tudo é realmente feito no capricho…vale a pena ir e cada centavo é bem pago..
    Parabéns pela matéria!

    Responder
  7. Adoro ir lá comer torta nos domingos a tarde (principalmente os de inverno), amo a torta de ricota. Só critico o atendimento, é difícil 'pescar' uma atendente e em geral são pouco simpáticas.

    Responder

Responder