Cantinhos que nos lembram a infância em Londrina

Onde você comia quando era criança?

Publicado por em 12/10/2017

Todo mundo tem um prato para chamar de seu! Aquele que faz o coração encher de alegria e de lembranças de um tempo gostoso. Pode ser aquele sanduíche que você comia após a aula, um cantinho onde almoçava com a família sempre… Já repararam que nossa vida é permeada de lembranças gastronômicas?
Em nossas andanças por Londrina, em um local ou outro, sempre surge o comentário “Isso me lembra infância” e isto que nos motivou a fazer esta listinha de hoje! Já avisamos que é um post super pessoal, feito com a ajuda de amigos que toparam remexer em suas memórias gustativas para nos ajudar.
Vamos colaborar também? Deixe seu comentário contando onde ia quando criança aqui em Londrina. Queremos muito ler estas histórias 😉

Arnaldo’s

Este sanduba é responsável por lombrigas semanais em muitos londrinenses e gente que passa por aqui. Fundado em 1990, na época o Arnaldo’s era apenas um carrinho de lanches e hoje tem duas sedes, produzindo mais de 4 mil lanches por dia! Av. Bandeirantes, 55 / Av. Maringá, 430.

Baiano Rei da Batida
Não que fosse um lugar especificamente de criança, mas os pais e avós acabavam levando a gente junto para comer também! Batidinha sem álcool e a porção de croquete de carne hummmm. Av. Ayrton Senna da Silva, 1055, Térreo, Loja 13

Bollogna
Que felicidade almoçar no La Vichenza e comer polenta frita, maionese, franguinho, nhoque e lasanha, e depois ficar “desenhando” com o palitinho de dente no papel parafinado que cobria a mesa! E o buffet de sobremesas? Pudim, mousse, suspiro e aquela gelatina colorida fazem a alegria das crianças até hoje! Av. Tiradentes, 191.

Bras Li

O Bras Li serve uma comida chinesa deliciosa e sempre ficou ali na esquina da Santos com a Tupi. Lembro que tinha que chegar bem cedo, porque lá até hoje fecha às 14h em ponto! O Yakisoba Chop Suey, para mim, é um dos melhores de Londrina até hoje. R. Santos, 570.

Casarão
Minha memória deste não é muito clara, mas lembro que era um lugar bem imponente e eu me sentia importante de ir lá! Aos sábados tinha feijoada e era servido tudo separadinho, em uma mesona bem no meio do restaurante! Av. Maringá, 899.

Espanhol

Não sei porque às vezes criança não gosta da ideia de comer peixe, mas eu não gostava também. Então a memória aqui são das porções de batata frita e salada de palmito e da ansiedade de parar de comer logo para ir ver o aquário grandão que ficava na entrada. Av. Santos Dumont, 980.

Gelobel
Em tempos que Gleba Palhano não existia, o Gelobel Don Pablo já estava lá, firme e forte, servindo espetinhos com a farofinha especial da casa. A costela veio depois e é referência até hoje em Londrina. R. Caracas, 80.

H2 Chopp
A discussão sobre o que pedir no H2 estava sempre presente. Um queria prato árabe, o outro queria o filé parmegiana carioca… No final, todo mundo ficava feliz e bem alimentado com a escolha de uma pessoa mais velha, hehe. Shopping Catuaí.

Hamburguers
Ir no hambúrgueres até hoje é uma felicidade! Pão amarelinho clássico, maionese verde e Cheese Salada com alface, tomate, ervilha e milho embalaram várias saídas dominicais de nossa infância. Av. Pres. Castelo Branco, 90.

Holandesa

Copinho de morango com chantilly, enrolado de presunto e queijo frito, coxinha (era uma das melhores de londrina) e palmiers (biscoito folheado) para levar para casa. A Holandesa ainda está aberta, mas sob nova direção e com quitutes diferentes.  Av. Higienópolis, 1295.

Jet Chicken
Frango frito e polenta! A gente brinca aqui que o Jet Chicken tem um “aromatizador” que faz soltar o cheirinho de suas deliciosas porções para a rua e faz todo mundo ficar com água na boca. Já passou ali perto das 18h? Faça este teste! Av. Maringá, 1320.

Kiberama

Quem conhece esse balcão sabe que além de muita tradição, este lugar guarda o verdadeiro sabor das arábias em Londrina! Michel e Saline Dakkache abriram as portas do Kiberama em 1965, então são gerações de crianças londrinenses que se deliciaram com as famosas esfihas abertas e fechadas, porções, kibes e beirutes. Rua Mato Grosso, 206. 

Lorena

Bar Lorena Londrina

Esse pequeno boteco instalado na Rua Quintino guarda um dos maiores tesouros gastronômicos de Londrina. Seu bolinho de queijo é uma experiência sensorial que todos deveriam ter, pelo menos uma vez na vida. Serve-se o mesmo bolinho, com a mesma receita, desde 1970 e nunca decepciona ninguém. Rua Quintino Bocaiúva, 1186.

Meia Lua
Sucos super elaborados e criativos são servidos até hoje no Meia Lua! A lanchonete fica escondidinha, dentro de uma galeria comercial ali na João Cândido, mas faz sucesso há mais de 20 anos. Destaque para o suco de “Sonho de Valsa com Morango”, que leva pedacinhos do bombom. Rua Professor João Cândido, 324.

Mister Cuca
Quando o Mister Cuca era uma pequena portinha, já nos deliciávamos com suas incríveis tortas salgadas e o famoso bolo trufado. A casa foi crescendo com a gente e as opções também. R. Sergipe, 1527.

Pamonharia Flor de Milho
Pamonha doce e salgada, bolo de milho, torta paraguaia, curau, sopa e mais quitutes feitos com milho são servidos há anos nesta portinha! Lembrança de buscar uma pamonha quentinha para comer assistindo sessão da tarde! R. Senador Souza Naves, 153.

Padaria Flumê
Até hoje quando entro na Flumê bate aquela nostalgia de lanche da tarde. Padaria com pretensão de ser apenas padaria mesmo. Tem pão francês sempre fresquinho, mini sonho de goiabada e biscoitinhos da casa. Alameda Miguel Blasi, 88.

Pastel Mel

Outro local onde todo mundo tem uma história para contar! As panquecas, pastéis, sucos e massas fazem a alegria dos londrinenses desde 1980. Nossos preferidos: suco arrepio (de abacaxi com hortelã), panqueca de espinafre e o pastel conde, feito com frango em cubos, bacon e catupiry. Av. Higienópolis, 437.

Pastelaria da Sergipe

Mais que criar uma das vitaminas mais gostosas da cidade, a família Sekiyama construiu um lugar onde todos têm alguma história pra contar. Desde os anos 70, gerações de londrinenses ficaram fortes tomando a vitamina de fórmula secreta. A bebida é o carro-chefe, mas o pastel também está nos rankings dos melhores da cidade. Rua Sergipe, 381.

Pátio San Miguel
Capuccino gelado, coxinha, strudel de presunto e queijo, mousse mesclada (chocolate branco e preto)… Que delícia eram passar algumas tardes no Pátio San Miguel! Av. Higienópolis, 762.

PicWich

PicWich… O sanduíche de picanha! Quem não lembra do slogan deles na rádio? hehe a casa abriu em 1993, uma época que não existiam muitas lanchonetes em Londrina e faz sucesso até hoje. O clássico X-Picanha é feito no pão de sal com gergelim e leva queijo, tomate, maionese e picanha na chapa. Av. Juscelino Kubitscheck, 2070.

Recanto de Minas
Comida mineira de primeira e a delícia de almoçar em um local que tem decoração típica! Tem até um poço decorativo! É muito amor, né? No buffet (que fica no fogão a lenha): torresminho, ovo frito, couve, tutu de feijão e mais clássicos desta culinária tão rica! Av. Juscelino Kubitscheck, 1991.

Pizza Club
Pizzas quentinhas, crocantes e com muita cobertura. A tradicional versão brasileira da pizza, hehe. Fundada em 1988, a Pizza Club até hoje é local certo para levar as crianças! R. Quintino Bocaiúva, 909.

Rivoli – Casa de Massas
Este não é um restaurante, mas que criança não se encantava de entrar na casa de massas mais tradicional de Londrina? Aquele aroma de molho de tomate invade a calçada até hoje!  Lembro de subir no balcão para escolher qual macarrão fresco iríamos levar, da lasanha presente em quase todo almoço de domingo e dos canudinhos fritos para rechear com maionese. Praça Sete de Setembro, 72.

Rob’s
Parar o carro ali do lado do Rob’s e esperar o lanche era a alegria do domingo a noite! Hoje o estabelecimento está todo modernoso, mas continua servindo seus deliciosos hot dogs como há 20 anos atrás. Av. Higienópolis, 1703.

Rodeio / Restaurante e Pastelaria

Pastelaria Rodeio Londrina

Rodeio não é só comida. É nostalgia pé vermelha. É curtir o Centro, parar na banca de jornal, passear pelo Calçadão. É se servir de memórias: da história de quem faz, de quem serve, de quem come. Aberto desde 1966, lá, tudo é tradição. Desde a fachada, os pratos, até os garçons! Seja para o almoço ou jantar, com um Filé à Parmegiana, de carne suculenta (cortada com a colher), ou para comer um pastelzinho e olhar o movimento da rua, o Rodeio está presente nas memórias de infância da maioria dos londrinenses que conhecemos. . Rua Professor João Cândido, 333.

Sávio Sorvetes

Ir na Sávio ali da Quintino era experiência lúdica completa, tinha parquinho e buffet de sorvetes: você podia colocar todos os sabores, caldas e confeitos possíveis, se lambuzar e depois ir brincar! Às vezes era liberado tomar uma bola de uva ao creme (era mais caro, né?) e daí a felicidade era total. A casa mantém os sabores clássicos até hoje no cardápio.

Taiwan
O quadro na parede do Taiwan deixa qualquer criança hipnotizada, assim como os deliciosos pratos chineses que são servidos até hoje! Comece pelo delicioso repolho agridoce, experimente o macio lombinho de porco frito no alho e não perca o Macarrão Chop Suey! Rua Benjamin Constant, 693.

Uai! Pão de Queijo
Doces e salgados com inspiração mineira nesta portinha. Tem pão de queijo, empadinha, bombocado, doce de leite em pedaço, cocada e outros quitutes maravidelhas. São 40 anos servindo estas delícias para os londrinenses. Rua Pará, 1001.

In memoriam
Lembramos de alguns locais que não existem mais, mas achamos válido colocar aqui! hehe Quem lembra também?
Pastéis do Bode Cheiroso, rodízio de pizza na Happen Pizza, lanches do Parada Obrigatória, lanches do Rangus, a clássica Sorveteria Tortoni, a churrascaria Baby Buffalo, os bolos da Docella, todas as delícias da Confeitaria Suíça, pizzas fininhas em pedaços do Papa Pizza, o combo maionese + arroz + carne maravilhosa do Zocco, o strogonoff do Bis Bisteca, o café com chantilly da Casa do Café que ficava no calçadão.

Não esquece de contar para o Baixa onde você ia quando era criança? 😉 Deixe seu comentário e compartilhe esta matéria com os amigos! Queremos muito saber todas as histórias de vocês <3 

Comida é amor ♥ Feliz dia das crianças!

Atenção: as informações, promoções e preços descritos referem-se a data da publicação e estão sujeitos a alterações sem aviso prévio.

4 Comentários para “Cantinhos que nos lembram a infância em Londrina”

  1. Marco Alexandre

    Vocês se esqueceram do bar Seleto, fica em frente do Camelódromo. Esse bar existe a mais de 60 anos. Meu vô era um dos fundadores e proprietários.

    Responder
  2. Olá. Vocês esqueceram de colocar na lista um dos bares mais antigos de Londrina. O bar Seleto. Fica em ao Camelódromo. Esquina da Mato Grosso com a Sergipe. Um bar com mais de 60 anos de existência.

    Responder

Responder